Duas décadas de Sucesso na Região. Conheça a história de Nelson Príncipe Negro em Campos! - Portal da Música

Music

Duas décadas de Sucesso na Região. Conheça a história de Nelson Príncipe Negro em Campos!

Em 1993 chegava a Campos dos Goytacazes, precisamente na Praia do Farol de São Thomé, Nelson Ferreira Lopes Sobrinho, ou simplesmente, Nelson Príncipe Negro.

O cantor é um dos nomes mais aclamado no carnaval da praia campista
Nelson Príncipe Negro

Surgia com seu apelido imponente no verão de sol escaldante em cima de um enorme trio elétrico, no batuque contagiante da Banda Frutos Tropicais. Nelson Príncipe Negro fazia subir a adrenalina e, consequentemente, conquistava inúmeros fãs puxando o trio com seu grito contagiante: - Alô juventudeee!

Nelson traduz o verão do Farol da seguinte maneira: “Eu entendo que Farol é a extensão da Bahia. As pessoas se identificam com a música baiana e comigo. A galera espera muito de mim e eu do Farol. A gente toca em outras praias e em toda a região, mas, fiquei marcado como cantor de trio elétrico no Farol. Foi o primeiro lugar que conheci e toquei no Rio de Janeiro, em 1993, com a Banda Frutos Tropicais. Nessa época trabalhávamos muito, eu passava por Campos e voltava para a Bahia”.
Divulgação
Em 1996, Nelson decidiu se instalar definitivamente em Campos, tamanho o sucesso na região. Seria impossível ir embora e deixar para trás a legião de fãs que já havia conquistado. “Vim e tive a ajuda de muitos amigos até conseguir compor uma banda”. Nascia então, a Banda Sedução e seus primeiros sucessos. “Foi o ponto alto da minha carreira, gravamos as músicas ‘Zumbi’ e ‘Paz, Amor e Alegria’, com as quais lotamos clubes, praças da região e, principalmente, os trios elétricos do Farol”, lembra.

Como Surgiu o Apelido ‘Príncipe Negro’

Nelson diz ter ganhado esse título em Minas Gerais, na cidade de Nanuque, onde cantou por muito tempo. Quando chegou a Campos, se apresentou na praia do Farol de São Thomé com este apelido e o público sempre muito grande e receptivo logo se familiarizou, esperando sempre pelos shows do Príncipe Negro.

A Consagração

Depois de se consagrar na região, Nelson foi convidado para integrar a Banda Hu Gererê, o que aconteceu dia 03 de abril de 2002 quando Beto Jamaica (ex-vocalista do É o Tchan), teve a ideia de lançar uma banda que voltasse a lembrar os antigos sucessos do Gera Samba, então, chamou Rikinho que na época era seu guitarrista, para que ele tomasse à frente neste novo projeto, a Banda Hu Gererê.

No dia 24 de abril de 2002, a banda começou os seus ensaios para o entrosamento dos músicos, fazendo com que Nelson voltasse a Salvador, na Bahia, levando um mês de dedicação total ao projeto, o que fez com que todos os objetivos traçados por Beto Jamaica fossem alcançados e realizados com sucesso.

O primeiro show da banda foi realizado na casa de show Mamagaia, em Salvador, Bahia, no dia 9 de junho de 2002, superando as expectativas em relação ao público. Daí em diante, a banda não parou mais, fazendo muitos shows pelo Brasil afora.

A banda deslanchou com os sucessos: Relaxa, Borboletinha, Samba de Roda, Saravá, Mascarada, Sapinho, entre outras.  “Havia uma parceria muito forte com os componentes da Hu Gererê", diz Nelson.

Desde quando chegou a Campos com a Banda Frutos Tropicais, partiu para outras experiências que classifica como todas altamente positivas: Banda Quatro Estações, Banda Sedução, Banda do Bem, Banda Revelação e Hu Gererê. 

O cantor é um dos nomes mais aclamado no carnaval da praia campista e lidera os posts, quando o assunto é trio elétrico, nas redes sociais.
Em carreira solo, seu grito 'Alô Juventude', continua ecoando por onde passa, arrastando multidão e uma nova geração de fãs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

>>> Vitrine dos Artistas da Cidade de Campos dos Goytacazes-RJ e Região - Abre que é Sucesso! <<<