Com "Tudo no Sigilo", a campista Bianca é a nova musa do funk - Portal da Música

Music

Com "Tudo no Sigilo", a campista Bianca é a nova musa do funk

 

Divulgação | Bianca


Em 2020, a carreira da cantora campista Bianca, 19 anos, decolou. O funk “Tudo no sigilo” viralizou e a fez alcançar mais de 78 milhões de views do videoclipe oficial. No momento, ela segura bem firme na cauda do meteórico sucesso, aposta mais uma vez em letra ousada e acaba de lançar seu novo single em parceria com o MC Zaac. Cria do Parque São Matheus (Guarus), em Campos, seu single “Sem Perder a Pose” teve na última semana o clipe lançado pela plataforma do Youtube, quando a moça sonhadora do interior ganha ares de diva dominatrix.

Ao visitar a cidade onde nasceu, na semana passada, abriu sua biografia lembrando que o sucesso começou durante a quarentena, em 2020.


O hit “Tudo no Sigilo” chegou a liderar o ranking das músicas mais virais em plataformas como TikTok, se tornando a queridinha entre famosos nacionais e internacionais. A lista de apreciadores, revela, teve Sina Deinert e Any Gabrielly, do Now United. E conta ainda com Larissa Manoela, Simone da dupla com Simaria, Luisa Sonza, Letícia Spiller, Agatha Moreira, Isis Valverde, Graciane Barbosa, Lore Improta, Aline Riscado, Bianca Andrade (Boca Rosa), Carlinhos Maia, Bárbara Labres e outros. 

A expectativa dela é repetir o sucesso, agora, tendo Mc Zaac como parceiro. 


O sucesso foi tanto que Bianca foi citada pela revista Billboard em uma lista em que indicou “20 cantoras latinas para descobrir antes de 2020 acabar”. Ela foi a única brasileira da lista, que trouxe nomes de artistas do México, Argentina, Colômbia e outros países latinos. A revista citou que Bianca se tornou uma sensação viral no Brasil com o hit “Tudo no Sigilo”, canção que gravou em parceria com Vytinho NG. 


São coisas como essa indicação que me fazem acreditar mais nos meus sonhos e acreditar que eu estou no caminho certo. Quem me acompanha, já sabe da minha trajetória, das coisas que eu precisei passar por amor à música. E é isso que me dá forças para passar por tudo o que já foi, e o que ainda passo. A saudade da minha família. É tudo isso pela música. E ver resultados, é muito incrível!”, disse ela. 


A funkeira tem mais de 200 mil seguidores no Instagram e seu canal no Youtube tem 110 mil inscritos. E ela não cansa de dizer e escrever: “Por mais que eu tenha nascido na favela, meu futuro é ser milionária”. 


Uma das principais revelações do funk carioca em 2020, a cantora Bianca Azevedo Leal, ou simplesmente Bianca, vem ganhando cada vez mais notoriedade na internet. Nascida em Campos, descobriu seu talento para a música ainda muito nova. Começou como bailarina, mas sabia que seria com sua voz que se tornaria conhecida em todo o Brasil. Aos 16 anos, quando deixou toda sua infância e adolescência pobre, mas bem estruturada por sua família, para tentar realizar o sonho de ser cantora no Rio, tudo o que ela tinha era muita vontade e convicção de que esse era o caminho. 


Da sua biografia, conta que saiu da cidade e as condições estavam longe de ser a ideal. De início tudo o que conseguiu pagar foi uma quitinete no morro do Congonha, chegou a morar também de favor na Baixada Fluminense até se mudar para a Rocinha, onde entre as muitas lembranças, compartilha a memória de diversas noites dormidas no chão, e do trabalho como ambulante na praia antes do seu hit bombar e as pessoas começarem a ter curiosidade para saber de quem era o rosto e a voz por trás de todo esse sucesso. 


Aos 19 anos, a cantora hoje ostenta com muita felicidade o seu nome no Top 10 das artistas solo com mais ouvintes no Spotify. A mesma lista que é liderada por Anitta.










Fonte: Folha 1

Nenhum comentário:

Postar um comentário